Igreja Anglicana

Loading...

Páginas

domingo, 10 de junho de 2018

Encerramento da Festa do Sagrado Coração de Jesus


Na Paróquia de Santa Luzia, na Estância, em Recife, PE, foi encerrada hoje a Festa do Sagrado Coração de Jesus.

A festa iniciou sexta-feira passada (08/06/2018), sendo que o domingo, o dia especialmente dedicado a Deus, foi encerrada a Festa do Sagrado Coração de Jesus. E sendo Jesus Cristo verdadeiro Deus e verdadeiro homem, o Verbo de Deus, a Segunda Pessoa da Santíssima Trindade, a missa teve um significado maior.

A Festa do Sagrado Coração de Jesus foi aprovada pelo Papa Clemente XIII, em 23 de agosto de 1856, sendo que toda a Igreja deve celebrá-la na sexta-feira após a festa do Corpus Christ.

Santa Margarida teve a visão de Jesus Cristo com o coração envolto por uma coroa de espinhos, e a santa entendeu que aquilo era o ultraje sofrido pelo Salvador pelos pecados dos homens.

 O próprio Jesus Cristo desejou que fosse celebrada a Festa do Seu Sagrado Coração

segunda-feira, 4 de junho de 2018

Documentos do Concílio Vaticano II


Documentos do Concílio Vaticano II é importante para entender a Igreja Católica na atualidade, não somente por parte dos católicos.

`Por meio das quatro constituições:

Sacrosanctum Conílium, preocupou-se com a sagrada liturgia; a Lumen Gentium, preoupou-se com o ministério da Igreja;  a Dei Verbum, preocupou-se com a divina revelação; a Gaudium et Spes, preocupou-se com a Igreja no mundo atual.

Por meio de três declarações:

Gravissimum Educationis, preocupu-se com a educação cristã; Dignitatis Humanae, preocupou-se com a liberdade religiosa; Nostra Aetate, preocupou-se com as religiões não cristãs.

E, por fim, os nove decretos:

Ad Gentes;  Presbyterorum Ordinis; Apostoliam Actuositatem; Optatam Totius; Perfectae Caritatis; Christus Dominus; Unitatis Redintegratio; Orientalium Ecclesiarum; Inter Mirifia.

Com isso podemos entender um pouco mais sobre a Igreja Católica.

sexta-feira, 1 de junho de 2018

O Concílio Ecumênico Vaticano II (1962-1965)


O Concílio Ecumênico Vaticano II, foi convocado no dia 25 de dezembro de 1961, através da bula papal "Humanae salutis", pelo Papa João XXIII. Este mesmo papa inaugurou-o, a ritmo extraordinário, no dia 11 de outubro de 1962. O Concílio, realizado em quatro sessões, só terminou no dia 8 de dezembro de 1965, já sob o pontificado do Papa Paulo VI.

Nas quatro sessões, 2.540 prelados convocados de todo o planeta discutiram e regulamentaram vários temas da Igreja Católica. As suas decisões estão expressas nas 4 constituições, 9 decretos e 3 declarações elaboradas a aprovadas pelo Concílio.

Os 2.540 prelados foram 1.060 europeus (dos quais 423 eram italianos, 144 eram franceses, 87 eram espanhóis, 59 eram poloneses, 29 eram portugueses,...), 408 eram asiáticos, 351 eram africanos, 416 eram da América do Norte, 620 eram da América Latina e 74 eram da Oceania.

O Papa João XXIII "imaginava o Concílio como um <>"`[...]; uma grande experiência espiritual que reconstruiria a Igreja Católica não apenas como instituição mas sim como um "movimento evangélico dinâmico [....]; e uma conversa aberta entre os bispos de todo o mundo sobre como renovar o Catolicismo como estilo de vida inevitável e vital.

Por esta razão, ao contrário dos concílios ecumêncos anteriores, preocupados mais em condenra heresias e em definir verdades de fé e de moral, o Concílio Ecumênico Vaticano II "teve como orientação fundamental a procura de um papel participativo para a fé católica na sociedade om atenção para os problemas sociais e econômicos".

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wik/Concilio_Vaticano_II